Pleroma heteromalla
Ipomoea hederifolia
Reserva
Mãe-da-Lua

Espécie anterior Próxima espécie

Tarenaya spinosa

Família: Cleomaceae
Aspecto geral: Erva
Sinónimos: Cleome spinosa JACQUIN
Tarenaya spinosa
09/02/2018. Reserva Mãe-da-Lua, Itapajé-CE.

Figura 1.

A Tarenaya spinosa é considerada uma erva daninha, "particularmente frequente em margens de lagoas e rios temporários de solos arenosos, ocupando as áreas inundadas durante o período chuvoso" (Lorenzi 2008, p206). Isso ocorre também na Reserva Mãe-da-Lua: No início da estação chuvosa do ano 2018, houve centenas de mussambês na bacia do açude do Salitre (foto acima). Algumas semanas depois, todo disapareceu em baixo da água.

T. spinosa tem uso na medicina popular: "As raízes, em cozimento, empregam no tratamento da bronquite e da asma." (Braga 1976, p378). Há também estudos científicos dos efeitos medicinais, por exemplo, Albarello et al. 2013 (propriedades antiinflamatórias e analgésicas em ratos).

Referências:
Braga 1976, p378;
Lorenzi_2008, p206;
Souza & Lorenzi 2012, p495-496;
Machado et al. 2006.

Início da página

Tarenaya spinosa
17/10/2018. Reserva Mãe-da-Lua, Itapajé-CE.

Figura 2.

Tamanho da planta adulta: um metro ou mais.

Início da página

Tarenaya spinosa
17/10/2018. Reserva Mãe-da-Lua, Itapajé-CE.

Figura 3.

Esta foto foi batida durante o dia e a flor já parece acabada. Isso se explica pelo fato de T. spinosa apresentar ântese crepuscular: os botões florais se abrem no fim do dia e a floração continua durante a noite. As flores podem ser masculinas, femininas ou bisexuadas, em vários combinações na mesma planta. Os mais importantes polinizadores são morcegos (Machado et al. 2006).

Início da página

Tarenaya spinosa
17/10/2018. Reserva Mãe-da-Lua, Itapajé-CE.

Figura 4.

Início da página

Tarenaya spinosa
17/10/2018. Reserva Mãe-da-Lua, Itapajé-CE.

Figura 5.

Início da página