Pleroma heteromalla
Reserva
Mãe-da-Lua

Espécie anterior Próxima espécie

Garça-branca-grande

Nome científico: Ardea alba
Família: Ardeidae
Sinónimos: Casmerodius albus
 Garça-branca-grande  (Ardea alba)
10/01/2006; Fazenda Canaã, Pentecoste-CE.

Figura 1.

De vez em quando, estas aves podem ser vistas na beira dos açudes da reserva. Quando os açudes estão quase secos, as garças podem até chegar em bandos de 10 ou mais indivíduos, para pegar os numerosos peixinhos presos nós últimos poços de água.

A espécie ocorre em muitas partes do planeta, inclusive na Europa (nome alemão: "Silberreiher"). Hoje em dia, a ave não é rara, mas ela foi quase extinta no início do século passado, quando penas de garças estavam muito populares como ornamento de chapéus de senhoras. Veja a fig. 2.

Início da página

Hat with egret feathers
Chapéu de senhora, início do século passado.

Figura 2.

O ornitólogo alemão/brasileiro Helmut Sick escreveu sobre o comércio com as penas de garça: "As garças foram muito perseguidas pelos 'garceiros', particularmente na Amazônia, para a obtenção das 'penas egretas'; as aves eram abatidas nos ninhais quando vinham alimentar os filhotes.. Por volta de 1914, por exemplo, na região do rio Negro um comerciante tinha 80 garceiros empregados na faina de caçar garças; para a obtenção de um único quilo de egretas eram necessárias 300 Casmerodius ou 250 Ardea cocoi ou 100 Egretta thula." (Sick 1997, p. 203).
Casmerodius deve ser Casmerodius albus, sinônimo de Ardea alba.

Início da página