Pleroma heteromalla
Ipomoea hederifolia
Reserva
Mãe-da-Lua

Espécie anterior Próxima espécie

Commelina benghalensis L.

Família: Commelinaceae
Aspecto geral: Erva
Commelina benghalensis
10/03/2019. Reserva Mãe-da-Lua, Itapajé-CE.

Figura 1.

Commelina benghalensis pode ser encontrado perto do Olho d'Água dos Coqueiros e em outros lugares da reserva. Trata-se de uma erva daninha, que é considerada uma praga séria em muitos partes do planeta.

Uma particularidade desta espécie é a formação de flores subterrâneos (veja fig. 3).

ID confirmado por Marco Pellegrini do DetWeb.

Coletas 197/198.

Referências:
Barreto 2005;
Hassemer 2017 (chave);
Schönland 1888;
Webster et al. 2005 (erva daninha).

Início da página

Commelina benghalensis
10/03/2019. Reserva Mãe-da-Lua, Itapajé-CE.

Figura 2.

Uma flor aérea de Commelina benghalensis. Há três estaminódios infertéis com anteróides amarelos cruciformes, e três estames férteis: um estame central com antera amarela grande, e dois laterais com anteras alvas menores (Barreto 2005, p. 198).

Início da página

Commelina benghalensis
24/05/2019. Exsicata da coleta 198.

Figura 3.

Raízes de C. benghalensis. A seta vermelha indica um rizoma com florescência subterrânea. As flores subterrâneas são cleistogâmicas ("cleistogamous, with self-fertilization occorring within the unopened flower", Beentje 2012, p. 31).

Início da página

Commelina benghalensis
24/05/2019. Exsicata da coleta 198.

Figura 4.

Abertura do paquímetro: 5cm. O comprimento do caule deste indivíduo é de cerca de 80cm. Na pequena população da qual este indivíduo foi tirado, o hábito de crescimento era mais ou menos ereto.

Início da página

Commelina benghalensis
24/05/2019. Exsicata da coleta 197.

Figura 5.

Na área de transição entre bainha e pecíolo, há muitos tricomas compridos e escuros. Estes tricomas são típicos para Commelina benghalensis e confirmam a identificação.

Abertura do paquímetro: 1cm.

Início da página